Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

 

 

Se você gosta de criar páginas e sites em PHP e fica se matando para criar programas em outras linguagens como C ou JAVA para usá-los em tarefas simples via linha de comando, por quê não fazer as mesmas tarefas em sua especialidade: PHP?

 

Saiba que é possível criar programas em PHP e rodá-lo via linha de comando como se faz em C ou JAVA! A programação é a mesma e não é necessário ter um servidor WEB para fazer tudo funcionar.

 

Basta ter o PHP instalado, em distribuições do tipo Red Hat (Fedora, CentOS e etc.) o comando é:

 

{code}

yum install php

{/code}

 

Para distribuições do tipo Debian, o comando é:

 

{code}

apt-get install php

{/code}

 

Basicamente está pronto, mas vamos fazer um exemplo. Em seu editor de linha de comandos predileto (usarei o vi) digite o seguinte código, para o arquivo usaremos o nome olamundo.php:

 

{code}
< ? php
echo “Hello World!\n”;

?>

{/code}

 

Para executá-lo basta usar:

 

{code}

php olamundo.php

{/code}

 

E o resultado será:

 

 

 

 

Só por isso já deu para entender a toada? Mas vamos fazer mais alguns exemplos.

 

Le alguma coisa do teclado:

 

{code}
< ? php
echo “Digite seu nome: “;

$line = trim(fgets(STDIN));

echo “Olá $line\n”;

?>

{/code}

 

STDIN indica que a leitura será feita da entrada padrão (Standard input), ou seja, o teclado e a função trim() é para tirar o, indesejável, ENTER do final da linha.

 

 

 

 

Outra maneira de fazer a mesma coisa é assim:

 

{code}
< ? php
echo “Digite sua idade:\n“;

fscanf(STDIN, “%d\n”, $idade);

$nascimento = 2013 - $idade;

echo “Você nasceu em $nascimento?\n”;

?>

{/code}

 

 

 

 

Bom, a ideia está dada, agora é com a imaginação!

 

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

No diretório raiz a partir do qual deseja saber a ocupação de todos os sub-diretórios use a seguinte sequencia de comandos:

 

{code}

ls -1 | while read linha; do du -hs "$linha"; ls -1 "$linha" | while read sub; do echo -e "\t`du -hs "$linha/$sub" | sed "s/$linha\///g"`"; done; done

{/code}

 

Ou você pode transformar isso em um script.

 

{code}

ls -1 | while read linha

do

du -hs "$linha"

ls -1 "$linha" | while read sub

do

echo -e "\t`du -hs "$linha/$sub" | sed "s/$linha\///g"`"

done

done

{/code}

 

O resultado será cada diretório no nível atual com seus tamanhos na frente e seus sub-diretórios também com os tamanhos na frente, agora como:

 

[code]

21G        publico

11M       João

152K      Pedro

784K      Digitalizações

167M    RH

1,2G      Fotografias de funcionários

19M       Dados

199M    Relógio

353M    filiais

57M       Centro

131M    Leste

47M       Oeste

31M       Sul

4,4M     Norte

 

[/code]

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Otimizando o uso do Libre Office com a linha de comando

Imagine que você está trabalhando em uma pasta onde existem dezenas - ou até mesmo centenas - de documentos que precisam ser convertidos para outro formato. Como você faria essa conversão? Um a um pela interface gráfica? Talvez. Mas saiba que há meios de otimizar essa e outras tarefas do Libre Office através da linha de comando. Abaixo citarei algumas delas, mas saiba desde já que as possibilidades são muitas.

 

Converter o formato de vários arquivos

Imagine que na sua pasta existem 37 documentos em formato ODT (Open Document Text) que precisam ser convertidos para PDF. Basta acessar a pasta onde os documentos estão e digitar o seguinte comando:

libreoffice -headless -convert-to pdf *.odt

Onde,

-headless executa o comando sem interface gráfica

-convert-to converte um lote de arquivos

 

Imprimir vários documentos na impressora padrão

Seguindo a mesma lógica, para imprimir temos:

libreoffice -p *.odt

Onde,

-p imprime os documentos da fila

 

Iniciar rapidamente uma apresentação

Para iniciar um documento ODP no modo de apresentação diretamente pela linha de comando, apenas digite:

libreoffice -show ARQUIVO.odp

Onde,

-show abre o arquivo solicitado

Uma observação interessante é que o comando -show abre qualquer tipo de arquivo suportado pelo Libre Office. No caso do ODP, o mesmo será aberto no modo apresentação e, após o término, entrará no modo de edição.

 

Abrir arquivos no modo Somente Leitura

Se quiser, por exemplo, abrir um texto ODT, basta digitar

libreoffice -view ARQUIVO.odt

Onde,

-view cria uma cópia do arquivo em questão e o executa no modo Somente Leitura.

 

Legal, né? ;)

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

As versões atuais do Raspberry Pi (posteriores a 2016) não vem mais com o ssh ativado por padrão. Esse tipo de conexão deve ser ativada pelo usuário, porém se você quer usar apenas conexão remota sem seu Raspberry Pi desde sempre, ou seja, não quer usar teclado, mouse ou monitor nem mesmo para configurá-lo.

 

Para usar o SSH no Raspberry Pi sem teclado, mouse ou monitor (headless) já a partir do primeiro boot faça o seguinte:

 

Coloque o cartão em um computador com Windows ou Mac e você verá a partição boot, que é acessível de qualquer sistema operacional (as demais não são, elas você só consegue ver no Linux por causa do sistema de arquivos usado).

 

Crie um arquivo com o nome ssh sem qualquer extensão e sem qualquer conteúdo.

 

 

Pronto.

Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

Quantas vezes precisou converter um arquivo PDF para uma imagem, talvez para anexar a um e-mail ou anexar a um documento, bom esse processo não é um “bicho de sete cabeças”, é bem mais fácil do que aparenta ser.

Bom primeiro precisamos instalar o ImageMagik. Para instalá-lo:

 

sudo apt-get install imagemagick

 

Após instalado, podemos enfim converter nossos arquivos PDF em JPG, para isso utilizamos o comando Convert.

 

convert –density 300 arquivo.pdf arquivo.jpg

 

Agora que temos nosso arquivo PDF convertido, vamos entender como este comando funciona:

convert : comando utilizado para converter a imagem, neste exemplo para converter para JPG

-density : parâmetro onde definimos a qualidade da imagem convertida

300 : qualidade da imagem convertida, neste caso terá 300dpi

arquivo.pdf : Arquivo que será convertido, pode ser informado como /home/usuário/arquivo.pdf

arquivo.jpg : arquivo convertido, se não setado um caminho, será salvo no diretório atual.