Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

No Debian:

 

Primeiro passo antes de qualquer coisa, atualize seu sistema:

 

 

{code}

apt-get update

apt-get dist-upgrade

{/code}

 

 

Caso não tenha, instale o GitHub:

 

 

{code}

apt-get install git

{/code}

 

 

Clone o projeto a partir do GitHub:

 

 

{code}

git clone git://github.com/amperka/ino.git

{/code}

 

 

Antes da instalação é preciso instalar alguns pacotes do Python:

 

 

{code}

apt-get install python-setuptools

{/code}

 

 

Para a instalação vamos usar o make install:

 

 

{code}

cd ino

make install

{/code}

 

 

Antes de declarar o término da instalação, vamos instalar mais alguns pacotes do Python para que o ino funcione corretamente:

 

 

{code}

apt-get install python-configobj python-jinja2 python-serial libusb*

{/code}

 

 

Agora sim, o ino pode ser utilizado no Debian.

 

 

No Fedora:

 

 

Logicamente, mantenha seu sistema atualizado:

 

 

{code}

yum update

yum upgrade

{/code}

 

 

Caso não tenha, instale o GitHub:

 

 

{code}

yum install git

{/code}

 

 

Clone o projeto a partir do GitHub:

 

 

{code}

git clone git://github.com/amperka/ino.git

{/code}

 

 

Antes da instalação é preciso instalar alguns pacotes do Python:

 

 

{code}

yum install python-setuptools

{/code}

 

 

Para a instalação vamos usar o easy_install:

 

 

{code}

easy_install ino

{/code}

 

 

Antes de declarar o término da instalação, vamos instalar mais alguns pacotes do Python para que o ino funcione corretamente:

 

 

{code}

yum install python-configobj python-jinja2 python-serial libusb*

{/code}

 

 

Agora sim, o ino pode ser utilizado no Fedora.

 

Para testar, vamos fazer um exemplo simples e gravá-lo no Arduino!

 

Conecte o Arduino ao computador e aguarde alguns segundos até que ele seja reconhecido. Para certificar-se de que isso aconteceu com sucesso use o comando:

 

 

{code}

lsusb

{/code}

 

 

Você deverá ter algo como a imagem abaixo:

 

 

 

 

Note que meu Arduino foi reconhecido na linha do Bus 001 Device 009.

 

Crie agora um diretório para acondicionar o projeto e acesse-o:

 

 

{code}

mkdir pisca

cd pisca

{/code}

 

 

Execute o ino com a opção init para inciar um projeto no diretório corrente:

 

 

{code}

ino init

{/code}

 

 

Iniciar edição do sketch:

 

 

{code}

vim src/pisca.ino

{/code}

 

 

Eis o código fonte:

 

 

{code}

#DEFINE PINO_LED = 13

 

void setup() {

pinMode(PINO_LED, OUTPUT);

}

 

void loop() {

digitalWrite(PINO_LED, HIGH);

delay(1000);

digitalWrite(PINO_LED, HIGH);

delay(1000);

}

{/code}

 

 

Agora, para compilar:

 

 

{code}

ino build

{/code}

 

 

Se você obtiver mensagem de erro que o arquivo boards.txt não foi encontrado (“Board description file (board.txt) not found. Searched in following places...”), use o seguinte:

 

 

Baixe o ambiente de programação do Arduino:

 

 

{code}

wget http://arduino.googlecode.com/files/arduino-1.0.5-linux32.tgz

{/code}

 

 

Descompacte-o:

 

 

{code}

tar xzf arduino-1.0.5-linux32.tgz

{/code}

 

 

Copie-o para /usr/local/share/arduino que é onde o ino vai buscar as informações de versões:

 

 

{code}

cp –r ~/arduino-1.0.5 /usr/local/share/arduino

{/code}

 

 

Agora tente novamente:

 

 

{code}

ino build

{/code}

 

 

Para fazer o upload para seu Arduino:

 

 

{code}

ino upload

{/code}

 

 

Consulte a ajuda dos comandos para opções avançadas:

 

 

{code}

ino build --help

ino upload –help

{/code}

 

 

Para saber todos os modelo de Arduino suportados, use:

 

 

{code}

ino list-models

{/code}