Seu Curso

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Conectando módulo GPS no Raspberry Pi

Imprimir
Avaliação do Usuário: / 8
PiorMelhor 

 

Já fiz isso com o Arduino (http://www.seucurso.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=131:lendo-dados-de-um-modulo-gps-no-arduino&catid=901:arduino&Itemid=65) e também já fiz isso com PC usando Windows (http://www.seucurso.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=209:conectando-modulo-gps-ao-pc-com-windows&catid=903:softwares&Itemid=67), mas quando vi o Raspberry Pi e todos aqueles pinos GPIO disponíveis não hesitei em tentar também, mas analisando mais friamente não vi muita motivação em utilizar o GPIO do Raspberry Pi tendo disponível duas portas USB!

 

O que faltava saber é se a porta USB aguentaria o módulo GPS, a verdade é que cada porta USB do Raspberry Pi pode alimentar (suporta) até 100mA cada e o módulo GPS que estou usando consome até 76mA máximos, conforme a documentação do fabricante. Bingo! Módulo GPS na porta USB do Raspberry Pi, vamos lá:

 

Você precisará no mínimo de:

 

01 cabo USB comum, desses que se liga o computador à impressora;

01 conversor USB-Serial;

01 pedaço de aproximadamente 20 cm de cabo com duas vias;

01 conector DB-9 (serial);

01 módulo GPS;

 

Para alimentar o módulo usarei a energia da própria porta USB que fornece 5V, para isso desencapei o cabo USB e, com muito cuidado,  liguei o pino 5V Vcc do módulo GPS ao fio de 5V do USB e fiz o mesmo para o pino GND (Terra), ligando-o ao GND do cabo USB. Fiz isso usando um pedaço de cabo auxiliar para me dar mais liberdade de movimentação do módulo:

 

 

 

 

Em seguida liguei o pino serial input (RX) do módulo GPS ao pino 3 (TX – output) do conector serial e o pino serial output (TX) do módulo ao pino 2 (RX – input) do conector serial. Também é necessário ligar o GND do cabo USB ao pino 5 (GND) do conector serial:

 

 

 

 

 

 

Com tudo devidamente isolado, basta conectar o cabo USB ao conversor USB-Serial pelo lado USB e o conector serial ligado do módulo GPS também ao conversor pelo lado serial:

 

 

 

 

 

 

Antes de qualquer coisa revise cuidadosamente as ligações para evitar que você queime a porta USB do seu Raspberry Pi.

 

Para testar, basta conectar em uma porta serial do Raspberry Pi. E certificar-se de que o Raspberry Pi reconheceu e o instalou corretamente, para isso digite o seguinte comando:

 

dmesg | grep tty

 

Com  isso serão mostradas todas as mensagens do sistema que possuam tty. Na última linha da resposta que obtive você pode ver: “pl2303 converter now attached to ttyUSB0”, ou seja, o meu conversor usb-serial foi reconhecido e instalado corretamente e a porta serial a ser usada é a ttyUSB0.

 

 

 

 

Ainda para confirmar a porta serial e o conversor instalado você pode usar o seguinte comando:

 

lsusb

 

 

 

 

 

Veja que no meu caso, na última linha da resposta, novamente, é possível ver que o conversor foi reconhecido e instalado.

Para visualizar os dados recebidos e enviados pela conexão serial do GPS podemos utilizar o software cu (isso mesmo, que nome estranho, não?! Na verdade ele é a abreviação de Call Up), instale com o seguinte comando:

 

sudo apt-get install cu

 

Aguarde a instalação ocorrer e para ver os dados do GPS use o seguinte comando:

 

cu --nostop -l /dev/ttyUSB0 -s 4800

 

Com isso iniciamos a comunicação sem bit de parada, na porta serial ttyUSB0 na velocidade de 4800 bauds, configurações essas compatíveis com o módulo GPS, claro.

 

 

 

 

Para parar o cu será necessário matar os processos criados por ele, que serão dois, visto que como ele receberá dados do GPS constantemente não nos restará tempo para digitar um comando de parada.

 

O ideal é desenvolver uma aplicação que atenda as suas necessidades que leia os dados do GPS pela porta serial e isso não é difícil, basta apenas um pouco de conhecimento de linguagem C, por exemplo.

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

You are here: