Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

 

Servidor novo sempre é uma alegria! Nova máquina, mais memória, mais armazenamento e nova funções, qualquer um de TI adora, encara como um novo “brinquedo” e uma nova alegria.

 

 

 

 

 

 

Mas nem tudo são flores. O primeiro teste foi com o Windows 2003 Server R2, instalação completa, tudo funcionando, mas não era isso que queríamos. Sempre queremos um bom Linux instalado e toda potência liberada para escolhermos como e quando será utilizada, tudo sobre o nosso exclusivo controle.

 

Foi ai que vieram as “pedras no caminho”: Debian instalado e o servidor nada de inicializar. Toda a instalação corria tranquilamente, inclusive a instalação do gerenciador de inicialização GRUB, e nada do servidor inicializar, ou seja, dar boot.

 

Depois de muito ler manuais, fóruns e até ligar para a HP a solução foi simples e rápida. O caso é que se você deixar com que a controladora HP B120i habilitada isso confunde o GRUB fazendo com ele não saiba de qual partição inicializar. O RAID pode ser configurado na BIOS ou via software direto nos passos de particionamento na instalação do Debian. Então, o que é preciso é mudar as configurações da BIOS de “Enable Dynamic HP Smart Array B120i RAID Support” para “Enable SATA AHCI Support”.

 

Você chega a essa opção entrando na BIOS (F9):

 

 

 

 

 

 

Vá em System Options, Sata Controller Options e Embedded SATA Configuration.

 

 

 

 

 

 

Acho que a opção “HP Smart B120i RAID Support” é padrão nas configurações de fábrica da HP, ou seja, se for usar Linux terá que fazer essas configurações.

 

A explicação que encontrei é que esse controlado requer um driver proprietário da HP que está embutido no Windows, mas não no Linux, por razões obvias ($$$).

 

Feito isso é só seguir com a instalação normal. No meu caso testei com o  Debian e com o CentOS, não cheguei a testar em mais nenhuma, mas caso faça isso, por favor, volte para nos dizer como foi.