Seu Curso

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Pinos GPIO do Raspberry PI B e B+

Imprimir
Avaliação do Usuário: / 5
PiorMelhor 


Pinos GPIO (General Purpose Input/Output – Entrada/Saída de propósito geral) são portas (pinos) programáveis que podem servir para entrada e/ou saída de dados. São utilizados principalmente para comunicar-se com equipamentos externos ao microcontrolador ou microprocessador.

 

 

Esses pinos podem receber a função de saída ou de entrada via programação e são de extrema utilidade em diversas aplicações representando um avanço indiscutível em termos de computação e interação entre equipamentos.

 

O Raspberry Pi em todas suas versões possuem pinos GPIO, sendo que a versão B possui 26 e a versão B+ 40 que podem ser utilizados de forma muito similar ao que é feito com os pinos do Arduino.

 

Para esse tutorial vou apenas focar em descrever cada pino GPIO dessas duas versões de Raspberry Pi e em seguida colocarei mais tutoriais de com exemplos de como utilizá-los com diversos equipamentos e componentes. Espero que vocês e ajudem também com ideias e mais tutoriais!

 

Bom, abaixo o mapa dos 26 pinos GPIO do Raspberry Pi B:

 

 

 

 

 

Agora o mapa dos 40 pinos GPIO do Raspberry B+:

 

 

 

 

 

 

Considerando a versão B de imediato é possível identificar os pinos de alimentação, que são dois com 3,3 volts (1 e 17) e outros dois com 5 volts (2 e 4). Também temos quatro pinos terra ou GND (6, 9, 14 e 25). Para a versão B+ aumentam-se a quantidade de pinos, mas as nomenclaturas são idênticas.

 

Os pinos GPIO 0 e GPIO 1 (3 e 5) são do tipo I²C que é um barramento serial multi-mestre utilizado para conectar dispositivos externos ao microprocessador ou microcontrolador. É comum encontrar vários equipamentos com esse barramento e o mais comum deles são os displays.

 

Os pinos GPIO 17 (11), 18 (12), 21 (13), 22 (15), 23 (16), 24 (18) e 25 (22) são GPIO puros, ou seja, de propósito geral. Esses pinos não apresentam quaisquer funcionalidades específicas.

 

Os pinos GPIO 7 (26), 8 (24), 9 (21), 10 (19) e 11 (23) são tipo SPI (Serial Peripheral Interface – Interface de periférico serial) utilizado para dados seriais síncronos para comunicação com vários tipos de dispositivos e periféricos, os mais comuns são sensores e memórias, por exemplo.

 

Os pinos GPIO 14 (8) e GPIO 15 (10) são do tipo UART (Universal Synchronous Serial – Serial Universal Síncrono) que é a comunicação serial mais comum e que a maioria das pessoas conhece. O pino GPIO 14 é o de transmissão (TX) e o GPIO 15 é o de recepção (RX).

 

 

Com as portas USB disponíveis no Raspberry Pi, a interface de rede, os pinos GPIO e o poder de processamento de um pequeno computador é possível desenvolver os mais diversos projetos, desde os mais simples até os mais complexos.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

You are here: