Seu Curso

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

O Gênio mais Injustiçado da História

Imprimir
Avaliação do Usuário: / 10
PiorMelhor 

Nikola Tesla, nascido no final do império Astro-Húngaro, mais precisamente dia 10 de Julho de 1856, onde hoje é situado a Croácia.

Em 1877, Tesla ingressou na Universidade Politécnica Austríaca, do qual se formou em engenharia elétrica. Em debates com seu professor Nikola Tesla o questionou sobre os motores elétricos da época, que utilizavam sistemas de faíscamento, do qual gerava eletricidade tornando possível rotacionar o motor, porém esse conceito consisitia me uma grande perda de eletricidade, então com base na descoberta do princípio da indução elétrica de Michael Faraday, que descobriu que se temos um circuito elétrico em um campo magnético variável, uma corrente elétrica percorrerá o circuito através dos fios que fazem parte do mesmo, gerando o primeiro conceito de Corrente Alternada. Tesla questionou a possibilidade de usufruir esse conceito em motores, não teria muita perda de eletricidade, elevando a potência do motor, porém ele foi ridicularizado em público pelo professor do qual disse “Sr. Tesla, jamais conseguirá isso, pois se trata em um esquema de movimento perpétuo”.

No ano de 1880 Tesla se mudou para Budapeste, do qual começou a trabalhar no escritório central dos telégrafos, onde observando o pôr do sol, percebeu um campo giratório de energia do qual o levou a conclusão que conseguiria reproduzir esse efeito, energizando os enrolamentos de um motor em diferentes passos ou fases, simulando pistões de uma máquina, ocasionando em forças magnéticas de atração e repulsão rotacionando o rotor em seu próprio eixo, utilizando Corrente Alternada.

Em 6 de junho 1884, Nikola Tesla chegou de viajem para o Estados Unidos, com a ambição de conhecer o maior gênio da época, Thomas Edison. Nikola Tesla, trabalhou na Edison Machine, onde ficou responsável pela produção de dínamos e motores de corrente com promessa de pagamento de $50.000,00 dólares para que ele aprimorasse os geradores de energia, pois o maior problema de Corrente Contínua, é que a energia se perde com muita facilidade, mas na época isso não era um problema, pois o governo estava com o propósito de colocar um gerador elétrico a cada 2 quilômetros. Ao terminar o trabalho, Tesla foi até Edison solicitar que o pagasse, mas a atitude de Edison foi rir, o que irritou profundamente Tesla.

Em Maio de 1888, Tesla revelou ao mundo o primeiro motor de Corrente Alternada, do qual desenvolveu em um pequeno escritório que ficava a apenas alguns quarteirões do escritório de Edison.

No final dos anos 80 do século 19, Thomas Edison iniciou uma campanha para difamar os motores de Corrente Alternada desenvolvidos por Tesla e Westinghouse (Empresário que comprou todas as patentes de Tesla pelo valor de $1.000.000,00 de dólares, além de oferecer o valor de $2,50 por cada HP (Horse Power, equivalente a 746W) gerado por qualquer equipamento projetado por Tesla), esse evento se tornou conhecido como a guerra das correntes. Edison adotou como objetivo pessoal proibir completamente o uso da corrente alternada, pois segundo ele, a considerava desnecessária e perigosa. Com a tentativa de impor medo a população, Edison eletrocutava animais em praça pública utilizando a Corrente Alternada, chegou a matar até um elefante em uma de suas exibições.

A guerra das  Correntes teve fim em 1893, onde houve o primeiro festival do mundo que seria iluminado por eletricidade, a proposta de Edson para iluminar o evento foi de $1.000.000,00 de dólares, e de Tesla foi de $500.000,00 de dólares. Esse evento levou o famoso físico inglês Lord Kelvin a fechar um contrato com Tesla, do qual estaria utilizando as cataratas do Niagara para gerar energia.

Em 1896, o sistema entrou em funcionamento, dando início a era da eletricidade. Na virada do século, o cabeamento chegou a ter 540 quilômetros alcançando a cidade de Nova York.

Em 1892, Tesla foi convidado a apresentar os resultados de sua pesquisa em Londres, porém os espectadores ficaram assombrados com os resultados, pois pareciam mais uma demonstração de mágica do que ciência, dentre as apresentações estavam a Bobina de Tesla e a transmissão de eletricidade através de ondas eletromagnéticas.

Em 1893, Tesla se isolou em seu laboratório para se dedicar a pesquisas, do qual descobriu que bobinas enroladas poderiam enviar e receber “poderosas” ondas de rádio sintonizando-os para ressonar na mesma frequência. Em 1895, Tesla já era capaz de transmitir um sinal por 75 quilômetros produzindo cerca de 1 milhão de volts através de uma bobina cônica. No mesmo ano, em 15 de março, houve um terrível incêndio no prédio onde hospedava o laboratório de Tesla, do qual todo o trabalho fora perdido, o momento não poderia ser pior, pois na Inglaterra, um físico italiano chamado Guglielmo Marconi havia criado após intenso trabalho, um aparelho para telegrafia sem fio. Para evitar que Marconi se apossasse de suas ideias, Tesla abriu um novo laboratório, do qual “correu” para recomeçar e terminar seu trabalho perdido no incêndio, Marconi em 1897 era capaz de transmitir um sinal por cerca de 7 quilômetros, porém Tesla decidiu impressionar mais uma vez o mundo, em 1898 Tesla apresentou um simples barquinho controlado por controle remoto.

Em 1899 Tesla decidiu enviar uma onda de rádio até Paris para a convenção de Paris de 1900, então começou a estudar uma maneira de transmitir uma onda eletromagnética pela atmosfera, para isso estudou os raios, que transmitem eletricidade através do ar de um ponto a outro, o raio aquece a atmosfera do ar transformando-o em plasma o que proporciona a transmissão de energia da mesma forma que um fio de cobre, então Tesla começou a construção da maior bobina Tesla do mundo, com aproximadamente 45 metros.

Em 1900, Tesla escreveu um artigo para a Century Illustrated Magazine, da qual foi publicada no mês de Junho, neste artigo, Tesla tratava sobre o problema de energia do mundo, e propoz um sistema para captar energia do sol. Tesla no mesmo ano propôs um sistema para comunicação mundial sem fio.

Em busca de dinheiro Tesla processou Marconi por infringir suas patentes, pois a secretaria nacional de patentes dos Estados Unidos, decidiu revogar a patente de criação dada a Tesla para o rádio dando-a para Marconi, porém devido à falta de documentos, Tesla acabou desistindo do processo.

Em 1915 Tesla recebeu um prêmio Nobel juntamente com Thomas Edson, porém Tesla se recusou a dividir o prêmio com Edson, do qual foi entregue para o físico Willian Henry Bragg.

Em 1924, houve um rumor que na estadia de Tesla em Colorado Springs, Tesla havia criado uma máquina que disparava raios mortais pelo ar, do qual não houve nem uma confirmação por parte do inventor.

Em 1931, completando 75 anos, Tesla informou ao mundo que havia descoberto uma nova fonte de energia, da qual poderia ser utilizada para aniquilar exércitos e exterminas embarcações e aviões, batizando-a de raio da morte.

Tesla teve o fim de sua vida com 86 anos de idade no dia 7 de Janeiro de 1943 na cidade de Nova York, nos Estados Unidos, após sua morte, o governo dos Estados Unidos decidiu revogar grande parte das patentes de Marconi, pois as mesmas faziam parte da obra de Tesla.

 

Principais Invenções

  • Bobina de Tesla
  • Campo Magnético Rotativo
  • Canhão de Feixe de Partículas
  • Canhão Tesla
  • Carro eléctrico de Tesla
  • Corrente Alternada
  • Electrogravítica
  • Enrolamento Bifilar
  • Motor de Indução
  • Ondas estacionárias terrestres
  • Oscilador de Tesla
  • Ovo de Colombo de Tesla
  • Princípio de Tesla
  • Raio da Morte
  • Teleforça
  • Telegeodinâmica
  • Transmissão Sem Fios
  • Turbina de Tesla

 

 

Prêmios

  • Medalha Elliott Cresson (1894)
  • Medalha Edison IEEE (1916)
  • Prêmio John Scott (1934)
  • National Inventors Hall of Fame (1975)

 

 

Fontes:

FERREIRA, Roberto Leal. Minhas Invenções: A autobiografia de Nikola Tesla. São Paulo: Editora Unesp, 2012.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

You are here: